Categories
terreiro do paço

terreiro do paço – 2

esquema de tráfego, traffic scheme
esquema de tráfego, traffic scheme

By eduardocortereal

eduardo corte-real is the author of "The Smooth Blog to Travel Drawing". He teaches Drawing at IADE - Universidade Europeia, Lisbon

One reply on “terreiro do paço – 2”

de facto lidar com esta praça nunca foi fácil. Esta ideia em certa medida faz-me lembrar a proposta de há anos do arq. manuel Vicente, um passadiço em rampa que rasgava a praça enquanto ganhava cota para levar o peão para o outro lado da estrada, junto da estação e do cais das colunas. Enquanto que a do m.v. era uma fuga da praça esta do e.c.r. é uma permanência na mesma. O problema coloca-se justamente aí: local de passagem vs local de paragem. as esplanadas, os museus e restaurantes, galerias quando acontecerem a paragem será inevitável à sombra, por isso é que o terreiro sempre ficou de difícil vivencia. As espécies arbóreas ajudam, o cheiro a terra e a agua, com pássaros dão-nos vida numa praça em que a escala desta vez até pode ajudar, afinal ser o motivo para pequenas praças dentro de uma. E isto de desenhar a praça não deve ser simples. É que fazer linhas no chão e estereotomias de materiais servem no Google earth, mas não para quem queira viver a praça. Depois há outra coisa, um Florian é tradição em San Marco, mas não serve o veneziano. Os lisboetas que são multi-étnicos gostam de usar aquilo que lhes pertence sobretudo misturando sabores, culturas com sentido de propriedade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s